garanta-a-seguranca-de-seus-dados-com-o-pacote-de-hospedagem-criptografada-da-symantec

Prática de SAM

A importância da gestão de ativos de software

Prática de SAM: A importância da gestão de ativos de software

Conforme a transformação digital avança e novas tecnologias começam a fazer parte do conjunto de ativos de TI de uma empresa, é preciso melhorar a gestão de todas essas ferramentas. E uma das melhores opções é a prática de SAM.

Diferentemente de um ativo comum, que é tangível, o software é um pouco mais complexo de gerenciar de forma eficaz. Quando entendemos que uma empresa depende de todo um ambiente de produtos de software, a complexidade aumenta.

Para ajudar você e a sua equipe a enfrentar o desafio do gerenciamento de todas as ferramentas e sistemas existentes em sua empresa, vamos mostrar o que é e como funciona a prática de SAM e como aplicá-la às suas demandas. Boa leitura!

 

O que é o SAM?

O conceito de ativo está relacionado com algo que tem um valor, sujeito a riscos e que pode trazer benefícios. No caso da TI, podemos considerar como ativos os tipos de software, hardware, serviços e sistemas.

A gestão de ativos de TI é responsável por realizar todo o gerenciamento de tais itens, visando maximizar os seus benefícios e diminuir os seus riscos.

O SAM (Software Asset Management, ou Gestão de Ativos de Software, em português) é um conjunto de práticas que visa unir processos, pessoas e tecnologia para otimizar o uso de software dentro da empresa, controlando custos, otimizando investimentos e gerenciando riscos.

 

Como adotar a prática de SAM em sua empresa?

Existem várias atividades dentro do SAM, sendo que cada uma delas contribui para a melhoria do gerenciamento dos ativos de software dentro da organização. Entre elas, podemos destacar as práticas abaixo como principais.

 

Mapeamento dos ativos

Para um gerenciamento eficaz, é preciso visualizar quais são os ativos de software existentes dentro da sua infraestrutura, as ligações entre eles, as informações que são utilizadas e os usuários envolvidos. Isso é fundamental para a gestão.

 

Controle de licenças

Cada sistema tem atualizações e licenças. Esses pontos devem ser observados de forma constante, pois, assim como o seu uso sem a devida autorização pode trazer problemas judiciais para a empresa, a falta de atualização gera vulnerabilidades e brechas utilizadas por cibercriminosos em seus ataques.

 

Acompanhamento do ciclo de vida

Todo sistema tem um ciclo de vida independente, nos quais pode ser preciso realizar manutenções, atualizações ou a troca por uma ferramenta diferente caso ele já tenha deixado de atender a sua demanda. Esse acompanhamento também é realizado dentro do SAM.

 

Integração de todas as informações

Outra atividade fundamental para o controle de ativos de software é a integração de todas as informações relacionadas às ferramentas em apenas um local, de fácil acesso, permitindo um melhor gerenciamento.

 

Como empresas especializadas podem ajudar?

Nem sempre é possível contar com profissionais capacitados em gestos de ativos de TI dentro do ambiente da sua empresa, o que pode significar um aumento na dificuldade de implementação de práticas de SAM.

Por conta disso, contar com o auxílio de uma empresa especializada no assunto pode ser a melhor solução para implantar tal solução de gestão no seu negócio, avaliando quais são as suas reais demandas e adequando o gerenciamento a elas.

Além disso, empresas especializadas, como a SoftwareONE que tem o software em seu DNA, contam com profissionais munidos de grande know-how, devido à participação em diversos projetos, e podem trazer esse conhecimento acerca da metodologia SAM para o seu negócio.

Quão forte é a sua estratégia de gestão de ativos de software?

Faça a sua avaliação gratuita de maturidade do gerenciamento de ativos de software agora!

Clique aqui

Comente esse artigo

Deixe seu comentário para sabermos o que você achou desse assunto.

Deixe um comentário

Autores

Equipe de Redação

IT Trends and industry-relevant novelties

Artigos relacionados

software-lifecycle-management

Software Lifecycle Management (SLM): “o que os olhos não veem o budget não sente”

Não importa como você comece sua jornada SLM, você logo descobrirá que gerenciar ativos de software é mais complexo do que parece. Veja as práticas recomendadas de SLM.

Por que usar software no fim da vida útil é uma má ideia

Por que usar software no fim da vida útil é uma má ideia

É imperativo que as organizações entendam como reduzir os riscos que o software EOL representa e se preparem para atualizar as soluções que estão se aproximando de sua data de EOL. Saber mais.

Going the Distance with FinOps

Você está Preparado para Ir Longe com o FinOps?

Uma estratégia de FinOps madura leva muito tempo e conhecimento para ser desenvolvida. Eis como superar três bloqueios comuns ao criar uma estratégia de FinOps.