multicloud-softwareone

Multicloud

conheça os prós e os contras de adotar

Você Sabe O Que Realmente É Multicloud?

A popularização da cloud computing trouxe uma série de benefícios para as empresas. A tecnologia permitiu, por exemplo, mover boa parte da estrutura de TI para o ambiente online, o que aumentou a eficiência e reduziu brutalmente os custos.

Agora, cada vez mais, organizações estão se movendo para ambientes Multicloud — ou seja, compartilhando a sua carga de trabalho em várias nuvens. Mas como isso funciona?

Neste artigo, você vai entender melhor o conceito e a proposta da abordagem multinuvem, além de conhecer os prós e os contras de adotar essa opção. Também esclareceremos uma série de dúvidas que são comuns acerca do tema.

E aí, ficou interessado? Então, continue acompanhando esta leitura!

O que é Multicloud?

Um ambiente Multicloud é aquele em que a empresa usa os serviços de vários provedores cloud para alimentar as suas aplicações.

Como é bem difícil que um único fornecedor consiga atender a todas as necessidades de uma companhia, essa abordagem acaba sendo uma ótima opção quando o objetivo é reduzir os riscos de interrupções ou obter ainda mais vantagens com a cloud computing.

Ao usar variadas nuvens para diferentes aplicativos, você pode ter, por exemplo, os seus ambientes de desenvolvimento e teste em uma nuvem e o seu ambiente de produção em outra. Ou, então, pode usar duas nuvens diferentes para backup de dados.

Quais são os benefícios de ser Multicloud?

Eliminar a dependência de um único provedor é uma alternativa atraente para você? Então confira, a seguir, essas e outras vantagens de ser multinuvem!

Acesso ao melhor de cada serviço

Não será somente um provedor de cloud que oferecerá todas as ferramentas de que a sua empresa precisa. Para garantir que você tenha os melhores serviços dentro das suas necessidades, o uso de múltiplos provedores pode ser o melhor caminho a seguir.

É importante notar, contudo, que cada fornecedor terá os seus pontos fortes e fracos. Assim, dependendo dos recursos que você precisa incorporar, contar com mais possibilidades ajudará na escolha dos melhores serviços de cada provedor para dar prosseguimento aos seus trabalhos.

Melhoria na recuperação de desastres

Nenhum provedor de nuvem é perfeito. Embora não sejam frequentes, as interrupções podem causar grandes transtornos.

Ao usar dois provedores de nuvem diferentes, a sua infraestrutura se torna mais resiliente, uma vez que não há dependências entre os serviços. Assim, na hipótese de um provedor cair, você tem uma réplica separada e independente do seu aplicativo disponível em outra nuvem.

Depender de uma única fonte de serviços para qualquer coisa é uma abordagem de alto risco. Muitas empresas já perceberam isso e estão optando por arquiteturas Multicloud.

Maior poder de negociação

Você nunca sabe quando um provedor cloud pode aumentar os preços sem avisar previamente. Mas, ao usar nuvens múltiplas, você é capaz de manter os seus fornecedores sob controle, já que tem outro provedor “na manga”.

Além disso, se o gasto da sua companhia com a cloud for muito alto, é possível aumentar o poder de negociação ao colocar em disputa, para o seu negócio de TI, dois ou mais fornecedores de nuvem. Aproveite o poder da concorrência!

Menor latência

Ao hospedar as suas aplicações, você pode selecionar regiões e zonas da nuvem que estão próximas dos seus clientes — o que minimiza a latência e melhora a experiência do usuário.

Usar uma combinação de vários provedores de nuvem para alcançar uma velocidade mais rápida pode valer a pena: quanto menor a distância dos dados dos seus clientes, mais rápido o seu aplicativo responderá às ações dos usuários.

Otimização do ROI

Quando você utiliza uma estratégia de Multicloud, o Retorno Sobre o Investimento (ROI) é otimizado. Isso acontece porque a ação permitirá que você escolha as ferramentas de cada serviço de armazenamento em nuvem de forma estratégica.

Também é possível realocar recursos e utilizá-los de acordo com a necessidade, e não de forma contínua. Assim, os investimentos serão justificados e otimizados, conforme a demanda. Tudo isso resulta em resultados mais vantajosos, ou seja, um melhor ROI para o negócio.

Quais são as desvantagens da abordagem Multicloud? 

No entanto, nem tudo é vantagem quando falamos em nuvens múltiplas. A seguir, apresentamos alguns contras que você deve levar em consideração ao escolher essa abordagem. Confira!

Maior carga na equipe de TI

A principal desvantagem de um ambiente multinuvem é a maior quantidade de trabalho que ficará sob a responsabilidade da sua equipe de TI. Quando os seus desenvolvedores não estão restritos a um único provedor cloud, eles passam a ter uma infinidade de opções para escolher ao criarem as suas aplicações.

Por um lado, isso é muito bom, já que uma maior variedade permite encontrar as melhores ferramentas para cada necessidade. Mas, por outro, isso tende a aumentar o volume de trabalho da sua equipe de TI e pode retardar o processo.

Integrar o seu aplicativo com a infraestrutura de vários provedores também é desafiante, já que cada um deles tem diferentes APIs e padrões. Além disso, dependendo de como você estiver usando as várias nuvens, a sua equipe talvez precise reescrever os componentes ou criar várias versões do seu aplicativo.

Todas essas tarefas não são muito fáceis — e o uso de múltiplas nuvens pode tornar o processo de desenvolvimento mais oneroso para a sua equipe.

Mais gerenciamento para o time DevOps

Uma vez que o aplicativo seja atualizado, o time de DevOps terá um trabalho mais complexo no gerenciamento e na manutenção do desempenho. Assim como os desenvolvedores, eles também terão que entender de diferentes APIs e padrões para gerenciar o seu ambiente de nuvem em vários fornecedores.

Por mais que existam plataformas e ferramentas que ajudam no gerenciamento de ambientes multinuvem, essa tarefa pode ficar bem complicada, o que dificulta os trabalhos dos engenheiros de DevOps.

Aumento do risco de segurança

Proteger o seu aplicativo é ainda mais desafiador quando há vários provedores cloud. Ao trabalhar com um único provedor, você pode aproveitar as suas ferramentas e os seus conhecimentos para gerenciar a segurança dos dados do seu aplicativo, as permissões de acesso, os requisitos de conformidade e muito mais.

Porém, o trabalho de proteger o seu aplicativo torna-se mais difícil quando você precisa reproduzir esses esforços em várias infraestruturas da nuvem, já que cada provedor pode ter políticas de segurança diferentes.

Dificuldade em encontrar profissionais especializados

Além da tarefa de encontrar as nuvens adequadas para as suas necessidades, você ainda precisará achar as pessoas certas para desenvolver nessas plataformas e gerenciar múltiplas infraestruturas.

E encontrar e recrutar engenheiros e especialistas de segurança aptos a trabalhar em vários provedores é uma tarefa desafiadora.

Cálculo de custos mais complicado

Estimar a carga de trabalho e calcular os custos envolvidos é bem mais complicado quando se trabalha com nuvens múltiplas.

Para estimar com exatidão os custos, você precisará de um controle muito completo sobre a carga de trabalho que será dedicada a cada provedor, além de saber como os dados passam pelos diversos componentes de cada um e como tudo isso pode mudar ao longo do tempo.

Desaceleração da taxa de inovação da sua empresa

Um dos principais benefícios da nuvem é que a sua equipe pode experimentar e inovar mais rápido, já que não precisa gastar muito tempo implantando servidores, configurando bancos de dados e gerenciando essa infraestrutura.

Mas se você precisa lidar com vários provedores, haverá mais trabalho envolvido no gerenciamento, o que pode atrasar a implantação de aplicativos e, portanto, reduzir a taxa em que a sua empresa pode experimentar e inovar.

Esse é certamente um aspecto que você terá que considerar — especialmente no cenário atual, em que toda empresa necessita estar em rápido movimento.

Como se caracteriza o modelo Multicloud? 

As estratégias de Multicloud se caracterizam por utilizar dois ou mais ambientes de nuvem ao mesmo tempo. De tal forma, evita-se problemas, como a perda de dados importantes para a empresa e o downtime.

Além disso, o modelo Multicloud se caracteriza por oferecer mais segurança às empresas. Isso acontece porque o serviço possibilita que a criptografia e as opções de segurança de cada nuvem sejam combinados, além de manter a nuvem híbrida intacta.

Tal realidade é imprescindível no atual cenário, muito por conta da aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrará em vigor a partir de 2020. Agora as empresas precisarão ter ainda mais cuidado com dados de terceiros, como clientes, fornecedores e funcionários.

Como implementar a Multicloud na empresa?

O processo de implementação da Multicloud é um tanto quanto complexo, exigindo conhecimentos avançados na área de TI e em infraestrutura em nuvem. Por conta disso, convém que a empresa conte com um prestador de serviços nesse sentido.

Existem consultorias especialistas em Multicloud, que podem indicar os melhores serviços, as boas práticas e as formas de conduzir o processo de implementação dessa tecnologia nas organizações.

Qual é a diferença entre Multicloud e nuvens híbridas?

É comum confundir a Multicloud com as nuvens híbridas, mas são muitas as diferenças entre elas. No primeiro caso, como já explicamos, trata-se da união de dois ou mais serviços de armazenamento de dados em nuvem.

Já a nuvem híbrida nada mais é do que a presença de vários tipos de implantação de nuvens, públicas ou privadas, que são orquestradas ou integradas entre elas.

Quando é necessário lançar mão dessa estratégia?

Recomenda-se lançar mão da Multicloud quando um único serviço de armazenamento de dados em nuvem não for capaz de sanar todas as necessidades da sua empresa.

Dessa forma, você poderá unir diferentes serviços e aproveitar os diferenciais de todos eles. A ideia é que os processos sejam otimizados e a empresa possa colher mais resultados positivos com a ação.

Quais cuidados são necessários ao adotar a Multicloud?

Existem uma série de cuidados que precisam ser seguidos ao fazer a implementação da Multicloud em uma empresa. Os principais deles são os seguintes:

  • a gestão dos ambientes deve ser centralizada;
  • os recursos devem ser adotados de forma simplificada;,
  • as políticas de segurança da empresa devem ser automatizadas;
  • a governança e a segurança precisa ser praticada em todos os níveis do sistema;
  • a seleção dos provedores precisa ser criteriosa, para que todas as necessidades da companhia sejam atendidas.

Afinal, vale a pena ser Multicloud?

Não há dúvida de que toda empresa pode se beneficiar do uso de vários provedores cloud: é possível minimizar a dependência de um único fornecedor, selecionar e implementar os melhores serviços, tornar o seu aplicativo mais rápido e resiliente e obter custos potencialmente mais baixos.

Porém, você também pode achar que construir e gerenciar aplicativos Multicloud seja um fardo maior para as suas equipes de desenvolvimento, DevOps e segurança — e   a ser mais difícil encontrar profissionais capacitados para essas tarefas. É possível que a sua taxa de inovação diminua de velocidade, e estimar custos em várias nuvens não é nada fácil.

Sendo assim, a decisão de mudar para a Multicloud dependerá da filosofia da sua empresa e de quais fatores você deseja otimizar. Logo, considere realizar um planejamento que avalie muito bem todas as suas prioridades. Para isso, conte sempre com uma consultoria que entenda sobre o assunto e que possa orientá-lo sobre o que deve ser colocado em prática.

Agora que você já sabe tudo sobre Multicloud, que tal mostrar essas informações para mais pessoas? Para isso, compartilhe este artigo em suas redes sociais! Assim, os seus amigos também aprenderão sobre o tema!

Comente esse artigo

Deixe seu comentário para sabermos o que você achou desse assunto.

Deixe um comentário

Autores

Equipe de Redação

IT Trends and industry-relevant novelties

Artigos relacionados

  • 22 outubro 2020
  • Equipe de Redação
  • Nuvem Gerenciada
  • Nuvem, Estratégia em nuvem, ROI, investimento

A nuvem deve fazer parte do cotidiano de sua empresas

O mercado de nuvem na América Latina vale quase 4 bilhões de dólares segundo estudo do IDC. Se a nuvem já é realidade para grande maioria dos negócios, então qual é o próximo passo para a transformação digital?

  • 05 outubro 2020
  • Vinicius Batista da Silva
  • Nuvem Gerenciada
  • Nuvem, Estratégia em nuvem, Chatbot

O uso da nuvem para ampliar estratégias de atendimento digital

O atendimento digital é uma tendência quase inescapável para qualquer organização. Aprenda agora mesmo como a nuvem ajuda você a implementá-lo na sua empresa!

Conheça os principais entregáveis em um plano de migração na nuvem

Quer obter o máximo da tecnologia de nuvem? desenvolver um bom plano de migração para a nuvem é um passo essencial. Para ajudar você, preparamos este post