how-to-secure-your-multi-cloud-for-maximum-efficiency

Como proteger sua multinuvem 

Como proteger sua multinuvem

Dados e aplicações são considerados informações sensíveis no século 21, onde o sucesso e o crescimento estão ligados à transformação digital. No decorrer dos últimos anos, muitos CIOs lideraram suas empresas através de uma transformação dentro de outra transformação: deslocar cada vez mais seus dados e aplicações a novas infraestruturas em nuvem pública.

Este crescimento em Infraestrutura como um Serviço (IaaS) causou a liderança organizacional a começar a adoção de estratégias de multinuvem, que as permitem escolher diferentes provedores em nuvem para servir determinadas funções de negócio. Todavia, otimizar uma solução em nuvem pode ser um grande desafio - e otimizar três ou mais nuvens pode ser um fardo pesado. Vamos dar olhada em porque a multinuvem é tão vital para o negócio hoje em dia e como maximizar sua eficiência.

A infraestrutura em nuvem ajuda a acelerar a eficiência de negócio para sobreviver na era digital 

Plataformas e outras infraestruturas em nuvem pública como o Microsoft Azure oferecem a pequenas e grandes empresas uma maneira de aumentar a velocidade e agilidade - dois fatores considerados essenciais na era digital. Implantar mais aplicações e acelerar sua performance traz maior eficiência, que é um fator forte no sucesso de negócio. Consequentemente, o crescimento da Infraestrutura como um Serviço cresceu continuamente no decorrer da última década com o mercado global previsto a alcançar US$ $24 bilhões em 2020.

Enquanto o IaaS cresce, os CIOs estão adotando estratégias híbridas de multinuvem

Cada vez mais, CIOs e outros líderes de TI estão descobrindo que há benefícios em propagar suas operações e seus dados em diferentes provedores de nuvem. A chamada estratégia “multinuvem híbrida” que os ajuda a maximizar os benefícios de uso em nuvem, tendo a opção de escolher serviços diferentes para funções diferentes na sua organização. Talvez o RH tem um CMS que é melhor servido por uma plataforma específica com um plano de armazenamento de dados atraentes enquanto a contabilidade precisa de um provedor em nuvem que oferece muito mais potência a um preço melhor.

Uma estratégia de multinuvem é também uma boa solução para aprimorar o tempo de atividade. Ter aplicações e dados espalhados em provedores diferentes ajuda a manter as operações de negócio ativas quando um provedor em nuvem é atingido com uma interrupção.

Muitas empresas também estão escolhendo adicionar nuvem privada a estratégia híbrida de multinuvem (ou se já utilizaram a nuvem privada, estão escolhendo manter sua infraestrutura no local). Enquanto o ambiente em nuvem cresce e se torna mais competitivo, quanto mais provedores são adicionados, maiores são os desafios de segurança.

Os desafios de proteger um ambiente de multinuvem

O inimigo da segurança cibernética é complexidade. Mover de uma plataforma de nuvem única para uma plataforma de multinuvem aumenta a complexidade simplesmente porque operar com vários provedores em nuvem pode consumir mais tempo. Além disso, a cada plataforma nova que é adicionada, há uma curva de aprendizado e cada uma também precisará da sua manutenção individual e contínua.

Uma falta de profissionais qualificados no espaço da segurança adiciona um outro desafio: encontrar pessoas com as capacidades corretas para escolher, configurar, proteger e gerenciar uma variedade de plataformas e infraestruturas em nuvem. Há uma necessidade de conectar e integrar os vários serviços em nuvem de modo que as ferramentas e sistemas possam alavancar os mesmos dados que apresentam ainda uma outra camada de desafio para as equipes de segurança.

Erros de usuário também é uma preocupação com implantações de multinuvem. De acordo com a Gartner, 99% das falhas em nuvem acontece devido a alguma erro de usuário - uma porcentagem surpreendentemente alta, que permanecerá nesse nível por no mínimo cinco anos. Se a estratégia da sua empresa é usar um ambiente de multinuvem, considere o seguinte para proteger todos os seus ambientes.

Melhores práticas para a segurança de multinuvem

Os desafios de segurança de um ambiente de multinuvem estão aumentando, mas também apresentam muitas vantagens, o que significa que a adoção ainda está crescendo. Ao seguir essas melhores práticas, as empresas podem proteger suas implantações de multinuvem, além de outros desafios que encontram.

  1. Seja inteligente sobre a implementação e aplicação de políticas. As políticas devem ser escritas e abranger uma gama ampla de tópicos, tais como propriedade em nuvem, aceitação de risco e responsabilidade, mas os padrões devem ser escritos especificamente para cada plataforma. Cada padrão de segurança deve abranger o ciclo de vida em nuvem, fornecendo planos para gestão centralizada de serviços em nuvem e contendo planos de monitoramento que se expandem no ambiente de multinuvem. Finalmente, os padrões que são criados também devem ser consistentes sempre que possível.
  2. Manter a consistência com as definições de segurança. Quando dois provedores em nuvem diferentes estão sendo usados para habilitar operações idênticas ou apoiar as mesmas ferramentas, as definições de segurança para ambos os provedores devem ser as mesmas. Conforme mencionado acima, os padrões de segurança também devem ser sincronizados.
  3. Encontre e implante as ferramentas de segurança corretas. Se os produtos que você está escolhendo não lhe permite sincronizar as políticas de segurança, você pode repensar sua escolha. Suas ferramentas de segurança também devem ajudar a manter a conformidade em suas várias plataformas.
  4. Automatize o maior número de tarefas que você puder. Novamente, um fator de risco importante na segurança em nuvem é o erro humano. Ao automatizar determinadas tarefas, você elimina esse risco. Para desfrutar de benefícios de velocidade e agilidade, a automação deve sempre ser trabalhada para seus processos com a segurança como prioridade.
  5. Simplificar. Uma nuvem pública não-controlada é um enorme risco de segurança. De acordo com a Gartner, a maioria das organizações que falham em controlar seu uso em nuvem pública irão intencionalmente ou não-intencionalmente compartilhar os dados sensíveis. Simplificar a expansão em nuvem usando ferramentas que oferecem uma visualização de “painel de vidro simples” sobre todo o ambiente em nuvem ajudará as equipes de segurança a gerenciar suas aplicações e dados de modo que as violações sejam menos prováveis a ocorrer.
  6. Monitorar tudo de perto. Uma ferramenta de segurança que monitora eventos ocorrendo em todas as suas plataformas é essencial. Ela deve consolidar dados de cada plataforma e apresentar registros e alertas de uma única localização. Os problemas podem então ser resolvidos pela equipe de TI ou, até melhor, pela própria ferramenta. Algumas também podem guiar a equipe nas estratégias de correção após um evento de segurança.
  7. Consolidar. Usar várias soluções de segurança adiciona complexidade, que é o inimigo da segurança em nuvem. Os provedores em nuvem como o AWS e Azure tipicamente fornecem ferramentas de segurança, mas em um ambiente de multinuvem, isso adiciona muitas ferramentas diferentes que podem não se integrar muito bem juntas. Mais ferramentas significa mais equipes necessárias para implantá-las e as manter, o que deixa lacunas de segurança devido à probabilidade de erro humano aumentar. Uma solução de segurança simples e abrangente que fornece segurança perfeita em um cenário em nuvem integrado é a melhor maneira de proteger a rede.

Considerações finais

Proteger seu ambiente de multinuvem, também pode ser um fardo, mas não tem de ser assim. Na SoftwareONE, queremos que todos os nossos clientes se sintam apoiados pelas pessoas, processos e tecnologia necessários para alcançar a eficiência máxima. Quanto mais cedo você começar a incorporar as melhores práticas acima em sua estratégia híbrida de multinuvem, melhor será para você e seu negócio. E se você não tem certeza de onde começar, estamos sempre aqui para ajudar.

Quer saber como controlar um ambiente multinuvem?

Conheça 6 passos de como fazer toda a gestão em uma plataforma única.

Baixe o infográfico

Comente esse artigo

Deixe seu comentário para sabermos o que você achou desse assunto.

Deixe um comentário

Autores

Bala Sathunathan

Bala Sethunathan

Director, Security Practice & CISO

Cybersecurity

Artigos relacionados

  • 22 outubro 2020
  • Equipe de Redação
  • Nuvem Gerenciada
  • Nuvem, Estratégia em nuvem, ROI, investimento

A nuvem deve fazer parte do cotidiano de sua empresas

O mercado de nuvem na América Latina vale quase 4 bilhões de dólares segundo estudo do IDC. Se a nuvem já é realidade para grande maioria dos negócios, então qual é o próximo passo para a transformação digital?

  • 05 outubro 2020
  • Vinicius Batista da Silva
  • Nuvem Gerenciada
  • Nuvem, Estratégia em nuvem, Chatbot

O uso da nuvem para ampliar estratégias de atendimento digital

O atendimento digital é uma tendência quase inescapável para qualquer organização. Aprenda agora mesmo como a nuvem ajuda você a implementá-lo na sua empresa!

Conheça os principais entregáveis em um plano de migração na nuvem

Quer obter o máximo da tecnologia de nuvem? desenvolver um bom plano de migração para a nuvem é um passo essencial. Para ajudar você, preparamos este post